Medicina Perícia Criminal

Diante de um trabalhador com 50 anos com curva audiométrica (audiometria tonal) mostrando entalhe de 55 dB nas freqüências de 4 a 6 KHz, pode-se concluir que

  • A. sua exposição a ruído elevado ocorreu nos últimos 5 anos e só poderá ter origem ocupacional se houver comprometimento bilateral e simétrico.
  • B. a hipótese de perda auditiva induzida por ruído ocupacional não está afastada se houver comprometimento do ouvido interno.
  • C. esse tipo de curva, comprometendo freqüências altas, elimina a possibilidade de uma perda ocasionada por exposição a solventes industriais.
  • D. se a perda auditiva for ocupacional, será reversível caso o trabalhador venha a afastar-se da exposição.
  • E. com um audiograma desse padrão exclui-se, pelo menos, causas etiológicas como doenças virais e ototoxicidade por medicamentos.