Medicina Especialidade Pneumologia

Texto para as questões de 31 a 33

Um homem com cinquenta e cinco anos de idade, procedente do estado do Tocantins, onde trabalhava como agricultor, relatou dispneia progressiva, iniciada havia cinco meses, associada à tosse pouco produtiva, com escarro amarelado, cerca de 50 ml ao dia. O paciente relatou tabagismo de 35 maços/ano. Além da dispneia, o exame físico evidenciou emagrecimento, leve cianose, crepitações bilaterais e sibilância discreta, sem outros achados. A radiografia do tórax mostrou opacidades peri-hilares bilaterais com certa simetria, tipo retículo-nodular, que ocupavam campos pulmonares médios e inferiores, além de uma pequena lesão cavitária. A biópsia revelou inflamação e fibrose, formação de granulomas e elementos ovalados tipo Mickey Mouse.

Ainda com relação ao quadro clínico apresentado, é correto afirmar que a conduta mais adequada a esse caso é

  • A.

    administrar rifampicina, etambutol, isoniazida e pirazinamida.

  • B.

    administrar itraconazol 100 mg, duas vezes ao dia, por, no mínimo, seis meses.

  • C.

    coletar lavado bronco-alveolar para culturas de micobactérias e fungos.

  • D.

    repetir a biópsia, separando-se fragmento para culturas.

  • E.

    iniciar a corticoterapia imediatamente com prednisona 60 mg, associada à profilaxia com isoniazida.