Medicina Especialidade Psiquiatria

Jovem de 28 anos, em tratamento com olanzapina 10mg/dia para tratamento de quadro psicótico do tipo esquizofrênico há 5 anos. Traz ao seu médico a queixa de estar evoluindo, há 4 meses, com comportamento de não conseguir parar de verificar se trancou a porta de casa e se fechou a válvula de gás de cozinha. Lava as mãos diversas vezes ao dia, pois imagina estar contaminado. Acha tudo muito estranho, fica angustiado e não consegue trabalhar. Neste caso, podemos afirmar que:

  • A.

    Trata-se de um quadro de transtorno obsessivo compulsivo associado à psicose e que estaria indicada a associação de um antidepressivo inibidor seletivo de recaptação de serotonina ou tricíclico para o alívio sintomático do quadro.

  • B.

    Trata-se de uma sintomatologia compulsiva associada à psicose e se deve aumentar a dose da olazapina.

  • C.

    Existe evidência da associação do aparecimento de sintomas obsessivos-compulsivos com o uso da olanzapina sendo indicada a sua troca.

  • D.

    Deve-se indicar o paciente para psicoterapia cognitivo-comportamental em associação ao tratamento em uso.

  • E.

    Deve-se associar o uso de sedativos e antidepressivos para o tratamento da sintomatologia obsessiva associada.