Medicina Especialidade Psiquiatria

Quanto ao suicídio, é INCORRETO afirmar:

  • A.

    Casamento reforçado por filhos parece diminuir de forma significativa o risco de suicídio. A taxa de suicídio é de 11 por 100 mil para pessoas casadas; as solteiras, que nunca se casaram, registram uma taxa global quase quatro vezes maior.

  • B.

    As taxas de suicídio aumentam com a idade. Entre os homens, os suicídios atingem o pico após os 45 anos; entre as mulheres, o maior número de suicídios completados ocorre após os 55 anos. Pessoas mais velhas tentam suicídio com menos freqüência do que as mais jovens, mas são consumados de forma mais efetiva.

  • C.

    Quanto mais alta a condição social de uma pessoa, maior o risco de suicídio, mas uma queda na condição social também aumenta o risco. O suicídio é mais alto entre os desempregados que entre pessoas empregadas. A taxa de suicídio aumenta durante recessões econômicas, e diminui durante épocas de alto emprego e guerras.

  • D.

    O risco de suicídio é alto entre pacientes com esquizofrenia. Até 10% morrem em decorrência do ato. O início da doença costuma ocorrer na adolescência ou no início da idade adulta, e a maioria dos pacientes que comete suicídio o faz durante os primeiros anos da condição; portanto, tendem a ser bastante jovens.

  • E.

    Fatores associados a doença e que contribuem para tentativas e suicídio consumado são: perda de mobilidade, em especial quando a atividade física é importante para a ocupação ou para a recreação; desfiguração, particularmente entre as mulheres; e dor crônica, intratável.