Medicina Especialidade Psiquiatria

Com relação aos transtornos dissociativos, é correto afirmar:

  • A.

    A fuga dissociativa é rara e, como a amnésia dissociativa, ocorre com maior freqüência durante guerras, após catástrofes naturais e como resultado de crises pessoais com conflitos internos intensos. Segundo o DSM-IV-TR, existe uma taxa de prevalência de 1% na população geral.

  • B.

    Embora as mulheres tenham maior probabilidade de desenvolver o transtorno dissociativo de identidade do que os homens, as crianças afetadas são, em sua maioria, meninos; a predominância feminina se desenvolve apenas na adolescência.

  • C.

    A amnésia é o sintoma dissociativo mais comum e ocorre em quase todos os transtornos dissociativos. É considerada o subtipo mais recorrente do transtorno. Acredita-se que essa condição ocorra com maior freqüência em adultos mais velhos do que em adultos mais jovens.

  • D.

    Como experiência ocasional na vida de muitas pessoas, a despersonalização é um fenômeno incomum, porém não necessariamente patológico. Estudos indicam que sua forma transitória pode ocorrer em até 5% de uma dada população, com maior freqüência em mulheres do que em homens.

  • E.

    O transtorno dissociativo de identidade não se desenvolve em crianças com menos de 5 anos de idade. Contudo, a partir dessa idade, os sintomas podem aparecer e se assemelhar a um transe e ser acompanhados de sintomas de transtornos depressivos, períodos amnésticos, vozes alucinatórias, comportamento suicida ou autolesivo.