Medicina Especialidade Psiquiatria

 Paciente com 12 anos de idade, caçula de uma prole de três, comparece ao serviço relatando que, desde que seu irmão mais velho faleceu, há 10 meses, sente que é como se tivesse dupla personalidade. Quer agir como o irmão, vestir suas roupas e tocar os mesmos instrumentos que ele tocava. A mãe relata que ele acorda no meio da madrugada, insone, e que às vezes o encontra chorando pela casa. Também não tem se alimentado bem e encontra-se bastante indisposto. Foi avaliado pelo pediatra do serviço de saúde, que o encaminhou ao Psiquiatra por "não encontrar nada de alterado fisicamente". Quando questionada sobre as circunstâncias da morte de seu filho, evita falar no assunto e afirma que já foi superado pelo grupo familiar, havendo apenas os sintomas de seu filho caçula para serem medicados. O paciente fala que está muito angustiado com tudo isso e, por vezes, se sente culpado da morte do irmão, mesmo que a mãe negue qualquer sentido nesta afirmação. A respeito da terapêutica mais adequada, assinale a alternativa incorreta:

  • A.

    O uso de neurolépticos, com ação em sintomas negativos, está indicado, dado o nível de gravidade da sintomatologia apresentada pelo paciente.

  • B.

    O uso de antidepressivos está indicado pelos sintomas somáticos apresentados.

  • C.

    A terapia familiar está indicada, embora possam ocorrer dificuldades iniciais de adesão ao tratamento.

  • D.

    A internação psiquiátrica fechada está contra-indicada.

  • E.

    O risco de suicídio não deve ser descartado, havendo necessidade de vigilância contínua.