Medicina Especialidade Psiquiatria

Considere o caso clínico a seguir, para responder às próximas 4 (quatro) questões. S.C.Z., 65 anos, gênero feminino, casada, professora, natural e procedente de Curitiba, narra que há 3 semanas está mais triste durante todo o dia e há 15 dias tem chorado frequentemente. Desde o início do quadro relata perda do apetite, da vontade, do interesse e da concentração para realizar suas atividades cotidianas. Além disso, descreve cansaço e fadiga. Observa há uma semana que tem se irritado com facilidade. Revela não ter motivação para o tratamento. Ela diz: “Não tenho jeito mesmo, estou velha e não sirvo para nada. Vou me tratar para quê?”. Nega outros sintomas psíquicos e comportamentais. De antecedentes, apresentou três episódios semelhantes anteriores nos últimos 5 anos. Nega ainda outros antecedentes médicos gerais e no momento não apresenta alterações ao exame físico.

O diagnóstico mais provável de S.C.Z é:

Em relação ao transtorno afetivo bipolar, assinale a alternativa CORRETA:

  • A.

    O transtorno afetivo bipolar do tipo I é três vezes mais comum em mulheres que em homens.

  • B.

    Em idosos com transtorno afetivo bipolar do tipo I, o uso de carbonato de lítio deve ser suspenso, mesmo que esteja em remissão dos sintomas e sem alterações clínicas (renais, cardíacas, tireoidianas, entre outras), pois há risco de desenvolvê-las.

  • C.

    O transtorno afetivo bipolar do tipo I e o do tipo II apresentam a mesma proporção de incidência entre homens e mulheres.

  • D.

    O transtorno afetivo bipolar não acomete idosos.

  • E.

    O primeiro episódio de alteração de humor no transtorno afetivo bipolar do tipo I é geralmente o depressivo.