Medicina Especialidade Psiquiatria

São medidas NÃO farmacológicas recomendadas no manejo do delirium, EXCETO:

  • A.

    visitas breves, porém constantes, de familiares, mantendo-se sempre uma comunicação clara e concisa.

  • B.

    manter o ambiente calmo e tranquilo, sempre com baixa iluminação a fim de reduzir a presença de estímulos visuais que podem deixar o paciente ainda mais confuso.

  • C.

    utilizar instrumentos que possam ajudar na orientação do paciente, tais como: relógios, calendários e fotos de entes queridos.

  • D.

    monitorização constante de dosagens e efeitos adversos das medicações, presença de desconforto somático e funções vitais.

  • E.

    atentar-se para comportamentos potencialmente lesivos, tais como: agitação psicomotora, risco de agressividade e risco de queda.