Medicina Especialidade Psiquiatria

Uma paciente de 38 anos relata na sua primeira consulta, que há um ano sofre sistemática perseguição do síndico do prédio onde reside, relatando que o mesmo invade a sua residência na sua ausência e espalharia um misterioso “pó branco” sobre o mobiliário e roupas da família. Não há evidências concretas sobre as invasões, mas a paciente demostra intensa angústia com a situação, afirmando não conseguir mais dormir e se alimentar em casa, com medo de ser envenenada. Não há histórico de tratamento ou transtorno psiquiátrico pregresso. Na consulta seguinte, a paciente compareceu acompanhada do marido, com quem está casada há três anos, que confirmou o relato da esposa, afirmando inclusive que ele escuta com frequência a voz do síndico xingando e ameaçando-o, vivência percebida inclusive em outros locais fora do prédio.Omarido referiu ter vivido uma situação semelhante no passado em outra cidade, quando ainda era solteiro, que o obrigou inclusive a uma mudança de moradia. O quadro descrito é sugestivo de:

  • A.

    Erotomania.

  • B.

    Folie à deux.

  • C.

    Fregoli

  • D.

    Capgras.

  • E.

    Cotard.