Questões de Concursos Tribunal Regional do Trabalho / 3ª Região (TRT 3ª)

Ver página TRT 3ª Navegar questão a questão

Questão 789424

Tribunal Regional do Trabalho / 3ª Região (TRT 3ª) 2015

Cargo: Analista Judiciário - Área Administrativa / Questão 21

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

São fundamentos constitucionais expressos da República Federativa do Brasil:
  • A. soberania; cidadania; dignidade da pessoa humana; monopólio da economia estratégica; bicameralismo.
  • B. soberania; cidadania; dignidade da pessoa humana; valores sociais do trabalho e da livre iniciativa; pluralismo político.
  • C. dignidade da pessoa humana; valores sociais do trabalho e da livre iniciativa; centralismo político e democrático; defesa da família.
  • D. cidadania; livre iniciativa; pluricameralismo; defesa da propriedade privada; defesa da família.
  • E. dignidade da pessoa humana; valores sociais do trabalho e da livre iniciativa; monopólio da economia estratégica; defesa social; defesa do meio ambiente.

Questão 789425

Tribunal Regional do Trabalho / 3ª Região (TRT 3ª) 2015

Cargo: Analista Judiciário - Área Administrativa / Questão 22

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

O dispositivo da chamada “PEC da Bengala” (Emenda Constitucional no 88/2015), que prevê que os servidores públicos em geral, com exceção dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, dos Tribunais Superiores e Tribunal de Contas da União, serão aposentados “compulsoriamente, com proventos proporcionais ao tempo de contribuição, aos 70 (setenta) anos de idade, ou aos 75 (setenta e cinco) anos de idade, na forma de lei complementar”, é classificado pela doutrina como norma constitucional de
  • A. eficácia contida.
  • B. eficácia plena.
  • C. eficácia limitada.
  • D. conteúdo programático.
  • E. integração restringível.

Questão 789426

Tribunal Regional do Trabalho / 3ª Região (TRT 3ª) 2015

Cargo: Analista Judiciário - Área Administrativa / Questão 23

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

Em relação ao direito de propriedade, a Constituição Federal em seu art. 5o,
  • A. proscreveu o uso da propriedade particular pelo Poder Público de modo absoluto.
  • B. limita a função social da propriedade à pequena propriedade rural, impedindo sua desapropriação.
  • C. ao assegurar o direito de propriedade impede que o Poder Executivo Municipal desaproprie a propriedade privada que cumpre sua função social.
  • D. não aplica o conceito de propriedade a outra que não seja a propriedade de bens imóveis, os únicos que devem atender à sua função social.
  • E. assegura simultaneamente o direito à propriedade e que esta cumprirá sua função social.

Questão 789428

Tribunal Regional do Trabalho / 3ª Região (TRT 3ª) 2015

Cargo: Analista Judiciário - Área Administrativa / Questão 25

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

Os princípios constitucionais expressos da Administração pública relacionados no art. 37 da Constituição Federal dizem respeito a:
  • A. legalidade, irreversibilidade, moralidade, publicidade e executoriedade.
  • B. legitimidade, imperatividade, modicidade, pluralidade e efetividade.
  • C. autoaplicabilidade, imperatividade, moralidade, pluralidade e eficácia.
  • D. legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência.
  • E. legitimidade, legalidade, modicidade, pluralidade e executoriedade.

Questão 789430

Tribunal Regional do Trabalho / 3ª Região (TRT 3ª) 2015

Cargo: Analista Judiciário - Área Administrativa / Questão 27

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

NÃO serão objeto de delegação, para efeito de processo legislativo, dentre outros:
  • A. as leis relacionadas à nacionalidade, cidadania, direitos individuais, políticos e eleitorais; matéria relacionada a direito tributário, financeiro e atividades policiais.
  • B. as leis de organização do Poder Judiciário e do Ministério Público, a carreira e a garantia de seus membros; matéria relacionada a direito ambiental e do consumidor.
  • C. os atos de competência exclusiva do Congresso Nacional, os de competência privativa da Câmara dos Deputados ou do Senado Federal, a matéria reservada à lei complementar, nem a legislação sobre planos plurianuais, diretrizes orçamentárias e orçamentos.
  • D. a matéria reservada à lei complementar, as leis relacionadas à organização do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública, da atividade policial e direito urbanístico.
  • E. planos plurianuais, diretrizes orçamentárias e orçamentos; carreiras de Estado e serviço público em geral.

Questão 789431

Tribunal Regional do Trabalho / 3ª Região (TRT 3ª) 2015

Cargo: Analista Judiciário - Área Administrativa / Questão 28

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

Sobre os órgãos que exercem as chamadas funções essenciais da Justiça é INCORRETO afirmar:
  • A. O Ministério Público elaborará sua proposta orçamentária dentro dos limites estabelecidos na lei de diretrizes orçamentárias.
  • B. A destituição do Procurador-Geral da República, por iniciativa do Senado Federal, deverá ser precedida de autorização da maioria absoluta da Câmara dos Deputados.
  • C. A Advocacia-Geral da União tem por chefe o Advogado-Geral da União, de livre nomeação pelo Presidente da República dentre cidadãos maiores de trinta e cinco anos, de notável saber jurídico e reputação ilibada.
  • D. O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei.
  • E. São princípios institucionais da Defensoria Pública a unidade, a indivisibilidade e a independência funcional.

Questão 785196

Tribunal Regional do Trabalho / 3ª Região (TRT 3ª) 2015

Cargo: Analista Judiciário - Área Arquitetura / Questão 41

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

Segundo a Norma Regulamentadora NR18, uma das normas de segurança do trabalho aplicadas à construção civil, em um canteiro de obras a serra circular deve
  • A. estar livre de coletores de serragem ou de coifa que impeça livre propagação de resíduos.
  • B. ser dotada de material plástico, sem irregularidades, apenas com dimensionamento suficiente para a execução das tarefas.
  • C. ter a carcaça do motor não aterrada eletricamente.
  • D. ter o disco sempre afiado e sem travamento.
  • E. ser dotada de mesa estável, construída em madeira resistente e de primeira qualidade.

Questão 785156

Tribunal Regional do Trabalho / 3ª Região (TRT 3ª) 2015

Cargo: Analista Judiciário - Área Arquitetura / Questão 1

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

Compreende-se corretamente do texto: O autor
  • A. defende a ideia de que jornais instigantes são os que contam com um leitor crítico e atualizado, disposto a preencher as involuntárias lacunas das matérias veiculadas.
  • B. atribui interpretações grosseiras de notícias e o desejo de enxergar a não-notícia à prática constante de analisá-las sob perspectiva cética, resultado de juízo crítico muito aguçado e resistente à distensão.
  • C. considera a leitura de jornais um exercício divertido sempre que a matéria se dispõe a adivinhações, desvendamentos relacionados tanto à construção do texto, quanto aos fatos reais que a teriam inspirado.
  • D. mostra que matérias jornalísticas informam não só pelo que explicitamente comunicam, mas também pelo que evitam comunicar; esse modo de noticiar, em sua concretude, permite o desvendamento de propósitos de autores e editores.
  • E. expõe a ambiguidade que a imprensa pode manifestar quando é imprecisa no trato do assunto, falta de precisão originada por "palavras cruzadas", isto é, intrincadas conexões na estrutura verbal.

Questão 785157

Tribunal Regional do Trabalho / 3ª Região (TRT 3ª) 2015

Cargo: Analista Judiciário - Área Arquitetura / Questão 2

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

Sobre a frase "o leitor pode apreciar duas opiniões diferentes" (linhas 9 e 10), na situação em que está inserida, comenta-se com propriedade:
  • A. o contexto e as aspas justificam que a consideremos o título da seção de um dado jornal em que dois analistas se expressam sobre o mesmo tema.
  • B. é ela que determina que as análises, sem outra possibilidade, se cumpram de modo diametralmente oposto.
  • C. é ponto de apoio do raciocínio que conduz à denúncia de falso pluralismo da imprensa.
  • D. é frase emblemática do que, segundo o autor, uma linha editorial deveria ter como objetivo.
  • E. considerado o tom irônico que pode ser imprimido a ela, expressa que autor considera legítimo esse tipo de pluralismo, mas não atingível pela imprensa brasileira.

Questão 785158

Tribunal Regional do Trabalho / 3ª Região (TRT 3ª) 2015

Cargo: Analista Judiciário - Área Arquitetura / Questão 3

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

Considerando os parágrafos 5 e 6, em seu contexto, é correto afirmar que o autor
  • A. vê o maniqueísmo como algo inerente à prática jornalística no Brasil, produto de um sistema social manipulador que chega a deturpar o valor maior do jornalismo − a objetividade.
  • B. não isenta os financiadores da imprensa brasileira pelos desvios que nota na prática jornalística nacional, pois eles aceitam pagar altos custos pelo trabalho encomendado e mal realizado.
  • C. indaga Por que a imprensa brasileira tenta pintar tudo em preto e branco [...]?, responde imediatamente com convicção (expressa por Ora) e depois tenta outras formulações para solucionar equívocos da primeira resposta precipitada.
  • D. usa a expressão arriscaria afirmar (linha 21) como estratégia, pois, ao revelar consciência de que sua afirmação tem probabilidade de ser refutada, busca minimizar a força das eventuais contestações.
  • E. entende que a narrativa jornalística está condenada a não mais atingir os leitores de modo expressivo, na medida em que não há modo possível de abarcar o mundo global.